Poesia em fevereiro

Todas a viagens,
Acabam em terminal.
Todos os amores,
Terminam em carnaval.
Todo carnaval,
Em quarta-feira roxa.
Toda quarta,
Em quinta.
E a quinta acaba
À meia noite.
Que acaba na sexta.
E em alguma sexta
De novo, é carnaval.
E acaba também,
Como tudo.
Aí, um dia
Você está com amor
E sem carnaval.
E em outro, no fim
De uma festa pagã
Você está só em
Um terminal.
A vida é assim.
Poesia em fevereiro.